Ussene Mussá – Experiência do estágio na Robobo

Introdução

Em primeiro lugar dizer que o meu nome é Ussene Mussá, sou desenvolvedor Web. Esse texto tem como objectivo descrever a minha jornada e a experiência adquirida como estagiário da Robobo.

Quando entrei na Robobo tinha a experiência de estágios anteriores e um trabalho, tinha participado em alguns projectos de desenvolvimento de sistemas e trazia comigo os seguintes conhecimentos e capacidades: base de dados, redes de computadores, administração de sistemas Linux, desenvolvimento web frontend (HTML5, CSS3, Javascript) e backend (PHP, JavaEE, C#, Node.Js etc..), e frameworks (JQuery, Laravel, Bootstrp, Angular etc.)

O início de uma jornada é sempre cheio de incertezas, bom, foi assim que comecei a minha, com diversas incertezas e com sede de abraçar novos desafios que estavam por vir, uma vez que algumas tecnologias com as quais a empresa trabalha eram novidades para mim, em termos de trabalhar com as mesmas.

Primeira etapa

Na primeira etapa da jornada tive a oportunidade de trabalhar com a tecnologia que gosto (PHP), mas não do jeito que gosto, isto, porque tive que trabalhar com o CMS (Sistema de Gestão de Conteúdo) Wordpress na prespectiva do utilizador e do programador. Foi na prespectiva de programador que enfrentei o maior desafio, já que, passava noites revirando o código fonte dos templates das plataformas que estava a trabalhar, com o objectivo de fazer alterações que não tinha a possibilidade de fazer através do CMS.

No final das contas tive êxito em todas as plataformas que precisei revirar o código e com as que não precisei. Foi uma experiência interessante que ampliou os meus conhecimentos sobre PHP e WordPress, que culminou com a elaboração de portais como PagaLu, Robobo e participei do desenvolvimento da plataforma Welela entre outras.

Segunda etapa

Na segunda etapa tive um desafio muito grande, fui solicitado para trabalhar/participar no desenvolvimento da aplicação PagaLu. Foi o meu primeiro contacto com a tecnologia Python e Django, enfrentei algumas dificuldades sendo um principiante numa nova tecnologia. Felizmente pude satisfazer as necessidades pelas quais fui solicitado, que compreendia adicionar algumas funcionalidades ao fluxo da aplicação PagaLu.

Terceira etapa

Ao longo das etapas que surgiam, houve aquela que foi a mais desafiadora. A etapa em que fui atribuído um projecto para trabalhar de forma independente por um período. Aceitei o desafio, o objectivo era desenvolver um sistema de gestão financeira, tendo como base a aplicação que já estava a funcionar e que foi desenvolvida com Python e Django. Tive que perceber a aplicação, entender o seu fluxo de funcionamento, identificar os pontos que poderiam ser melhorados, acrescentados ou alterados e integrar a aplicação com Angular.

Esse foi o meu maior desafio, por ser a primeira vez a trabalhar com Python, Django, Django Rest Framework (para desenvolver as APIs no backend) e Angular (no frontend para consumir as APIs). Não foi tarefa fácil trabalhar com todas estas tecnologias juntas pela primeira vez num projecto grande sem contar que houve a necessidade de utilizar outras tecnologias juntamente com as citadas acima, como Bootstrap, NgxBootstrap etc. Fazer com que a aplicação Python e Angular funcionassem como uma única aplicação foi a cereja no topo do bolo.

Este foi um período interessante do estágio, levou 1 mês e algumas semanas, onde consegui implementar algumas funcionalidades ao sistema de gestão financeira e posteriormente tive a oportunidade de ter a experiência de fazer o deploy da aplicação no Heroku que foi como escalar o monte Everest de tantos constrangimentos que enfrentei no processo. Em suma passei noites sem dormir pela satisfação de ter uma aplicação que faz alguma coisa e pode ser acedida por todos.

Últimas considerações

No meio de todas estas etapas, houve sessões de apresentação do progresso do desenvolvimento do sistema de gestão financeira, no total tivemos três sessões com a equipa toda da Robobo. Foi uma experiência interessante que vai contribuir bastante no futuro na hora de apresentar projectos para potenciais clientes.